<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d17438737\x26blogName\x3dPensar+de+Alto\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dTAN\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://pensardealto.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://pensardealto.blogspot.com/\x26vt\x3d3723253789723581049', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script><!-- --><div id="flagi" style="visibility:hidden; position:absolute;" onmouseover="showDrop()" onmouseout="hideDrop()"><div id="flagtop"></div><div id="top-filler"></div><div id="flagi-body">Notify Blogger about objectionable content.<br /><a href="http://help.blogger.com/bin/answer.py?answer=1200"> What does this mean? </a> </div></div><div id="b-navbar"><a href="http://www.blogger.com/" id="b-logo" title="Go to Blogger.com"><img src="http://www.blogger.com/img/navbar/3/logobar.gif" alt="Blogger" width="80" height="24" /></a><form id="b-search" name="b-search" action="http://search.blogger.com/"><div id="b-more"><a href="http://www.blogger.com/" id="b-getorpost"><img src="http://www.blogger.com/img/navbar/3/btn_getblog.gif" alt="Get your own blog" width="112" height="15" /></a><a id="flagButton" style="display:none;" href="javascript:toggleFlag();" onmouseover="showDrop()" onmouseout="hideDrop()"><img src="http://www.blogger.com/img/navbar/3/flag.gif" name="flag" alt="Flag Blog" width="55" height="15" /></a><a href="http://www.blogger.com/redirect/next_blog.pyra?navBar=true" id="b-next"><img src="http://www.blogger.com/img/navbar/3/btn_nextblog.gif" alt="Next blog" width="72" height="15" /></a></div><div id="b-this"><input type="text" id="b-query" name="as_q" /><input type="hidden" name="ie" value="UTF-8" /><input type="hidden" name="ui" value="blg" /><input type="hidden" name="bl_url" value="gatas-qb.blogspot.com" /><input type="image" src="http://www.blogger.com/img/navbar/3/btn_search_this.gif" alt="Search This Blog" id="b-searchbtn" title="Search this blog with Google Blog Search" onclick="document.forms['b-search'].bl_url.value='gatas-qb.blogspot.com'" /><input type="image" src="http://www.blogger.com/img/navbar/3/btn_search_all.gif" alt="Search All Blogs" value="Search" id="b-searchallbtn" title="Search all blogs with Google Blog Search" onclick="document.forms['b-search'].bl_url.value=''" /><a href="javascript:BlogThis();" id="b-blogthis">BlogThis!</a></div></form></div><script type="text/javascript"><!-- var ID = 6860457;var HATE_INTERSTITIAL_COOKIE_NAME = 'dismissedInterstitial';var FLAG_COOKIE_NAME = 'flaggedBlog';var FLAG_BLOG_URL = 'http://www.blogger.com/flag-blog.g?nav=3&toFlag=' + ID;var UNFLAG_BLOG_URL = 'http://www.blogger.com/unflag-blog.g?nav=3&toFlag=' + ID;var FLAG_IMAGE_URL = 'http://www.blogger.com/img/navbar/3/flag.gif';var UNFLAG_IMAGE_URL = 'http://www.blogger.com/img/navbar/3/unflag.gif';var ncHasFlagged = false;var servletTarget = new Image(); function BlogThis() {Q='';x=document;y=window;if(x.selection) {Q=x.selection.createRange().text;} else if (y.getSelection) { Q=y.getSelection();} else if (x.getSelection) { Q=x.getSelection();}popw = y.open('http://www.blogger.com/blog_this.pyra?t=' + escape(Q) + '&u=' + escape(location.href) + '&n=' + escape(document.title),'bloggerForm','scrollbars=no,width=475,height=300,top=175,left=75,status=yes,resizable=yes');void(0);} function blogspotInit() {initFlag();} function hasFlagged() {return getCookie(FLAG_COOKIE_NAME) || ncHasFlagged;} function toggleFlag() {var date = new Date();var id = 6860457;if (hasFlagged()) {removeCookie(FLAG_COOKIE_NAME);servletTarget.src = UNFLAG_BLOG_URL + '&d=' + date.getTime();document.images['flag'].src = FLAG_IMAGE_URL;ncHasFlagged = false;} else { setBlogspotCookie(FLAG_COOKIE_NAME, 'true');servletTarget.src = FLAG_BLOG_URL + '&d=' + date.getTime();document.images['flag'].src = UNFLAG_IMAGE_URL;ncHasFlagged = true;}} function initFlag() {document.getElementById('flagButton').style.display = 'inline';if (hasFlagged()) {document.images['flag'].src = UNFLAG_IMAGE_URL;} else {document.images['flag'].src = FLAG_IMAGE_URL;}} function showDrop() {if (!hasFlagged()) {document.getElementById('flagi').style.visibility = 'visible';}} function hideDrop() {document.getElementById('flagi').style.visibility = 'hidden';} function setBlogspotCookie(name, val) {var expire = new Date((new Date()).getTime() + 5 * 24 * 60 * 60 * 1000);var path = '/';setCookie(name, val, null, expire, path, null);} function removeCookie(name){var expire = new Date((new Date()).getTime() - 1000); setCookie(name,'',null,expire,'/',null);} --></script><script type="text/javascript"> blogspotInit();</script><div id="space-for-ie"></div>

quinta-feira, outubro 06, 2005

Leviano ou Leviana

Detesto expressões dúbias e ambíguas.
E as palavras que mudam de sentido consoante quem as pronuncia.
Sobretudo quando essa mudança se fica a dever ao sexo de quem as diz.
E ainda mais quando a expressão ou palavra até é melodiosa e agradável.
É como encontrar uma mulher bonita, ter tudo para se estar bem e depois vir a descobrir que ela é "burra que nem uma porta"...tínhamos tudo para ser felizes e fica tudo arrasado irreparavelmente.
Embora às vezes, para não dizer quase sempre, eu até feche os olhos, ou melhor dizendo, os ouvidos, que o meu sentido estético tem alguma predominância nas decisões que tomo e homem não é de ferro....e mulher também não, porque o inverso do que disse também é verdadeiro.
A palavra leviandade é uma delas...é melodiosa, soa-nos bem....e se for utilizada como leviano ou leviana, sem que se pense no seu significado, ainda mais agradável se torna pela sua sonoridade doce e quente....envolvente....são palavras que, pelas suas características e despojadas de significado, até convidam a um acto de amor.
Mas o pior vem depois...(por acaso ou não, no amor isso também acontece muito).
Comecemos pela palavra leviandade.
Logo aqui as mulheres começam a ser discriminadas.
Quando se diz que um homem agiu com leviandade, normalmente está a dizer-se que agiu sem responsabilidade, não pensou nas consequências.
E o curioso é que rararmente se diz que uma mulher agiu com leviandade. Abrevia-se. Diz-se qualquer coisa como "é mulher e está tudo dito"....como se o facto de ser mulher implicasse isso mesmo.
E o mais grave é que a expressão é utilizada por homens e mulheres.
Definitivamente, a palavra leviandade está banida do meu vocabulário.
É que eu gosto muito de mulheres...
Passemos então aos levianos e às levianas.
De um homem diz-se leviano quando é irresponsável ou inimputável. Se a palavra for usada por uma mulher, poderá significar, quando muito, que é mulherengo.
E isto é dito em tom de graçola e nada mais do que isso...."fulano é um bocado leviano".... A infinita delicadeza feminina introduz sempre o "bocado" para amenizar a dor que pode provocar....
Chega até a ser delicioso para um homem ouvir isto, porque entende a palavra, quando dita por uma mulher, como uma manifestação de reconhecimento público da sua virilidade.
E reage fazendo saltar aos lábios aquele sorriso pateta de "macho em exibição"...
Já de uma mulher não é bem assim.
Dela diz-se leviana com outro sentido.
Um homem quando diz que uma mulher é leviana está a chamar-lhe "puta"...assim, sem mais nem menos...esta é a realidade nua e crua.
E quando é uma mulher a chamar leviana a outra, o caso não muda de figura, direi mesmo que até piora.
Porque isto de uma mulher chamar puta a outra é muito mais intenso, porque é suposto ela saber do que fala.
Pelo que é entendido como vindo de uma autoridade na matéria. O que, a final, não deixa nenhuma bem no filme.
E mesmo quando é de uma amiga que outra ouve a palavra em discussão, embora o intuito não seja tão ofensivo, também não é elogioso...é mais querer dizer "és uma putéfia"....tem algo de irónico, de cumplicidade, mas a puta está lá.
E, assim sendo, lá se vai mais uma palavra do meu vocabulário.
O leviano, por ora, ainda fica.É que ele há muitos.
Já leviana nunca vi nenhuma a quem se aplicasse o sentido perjorativo do termo, pelo que a palavra a abolir também não me fará grande falta.
E que fique claro perante todos os que me lerem, que cada mulher a quem alguma vez chamaram, por voz ou pensamento, leviana, tem em mim um amigo para a vida.
Atesto e certifico a falsidade de tal imputação, com selo branco se necessário for.
P.S: E lá fiquei eu sem mais duas palavras no meu vocabulário a partir deste momento.
8 Comments:
Blogger UrSinho said...

Carlos, bem vindo à blogosfera. Quem escreve assim não é gago... afinal, levianos somos todos nós... e os que não são, não vivem... Beijinhos dos Ursinhos

10/06/2005 3:30 da tarde  
Blogger Lady Cartier said...

Carlos

Eu julgo que fui a fonte de inspiração para este post ( olha a convencida)depois de um dia te ter desabafado que suspeitava que uma pessoa que estimo muito me acha um leviana.

E porquê? Porque fujo um pouco do convencional e normalmente isso é visto como ser-se leviano.

Bom, o que interessa é que sou feliz...e como diz o Ursinho, levianos somos todos nós.

beijos

10/08/2005 1:25 da manhã  
Blogger Carlos said...

Ursinho
Obrigado pela visita e pelo comentário.Concordo que todos nós temos um pouco de irresponsáveis e muitas vezes não medimos as consequências dos nossos actos....mas tb por isso não aboli o leviano do meu vocabulário.
Um Abraço

10/08/2005 3:11 da manhã  
Blogger Carlos said...

Boneca

De facto foi um comentário teu que me fez pensar no assunto.Penso, no entanto, que o sentido que o ursinho quis dar foi o que acabei de referir no meu agradecimento a ele e por isso concordei com ele. Não se é leviano ( esta palavra eu não aboli) por se fugir um pouco ao convencional....isso é seguir outros caminhos, outras opções...o leviano de que falo tem o sentido que lhe dei e não o que lhe estás a atribuir...mas tb não leves nunca a sério o que digo, porque penso por pensar....e não é área da minha especialidade (como nenhuma o é).
O que importa é que gosto mt dos teus comentários e que me visites sempre.
Beijos

10/08/2005 3:24 da manhã  
OpenID Tom Brito said...

Mas alguém saberia me dizer a origem do termo "leviano"? (era minha pesquisa original, que me fez cair neste interessante post ^_^)

10/01/2008 5:42 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Pois bem fiz exame de auto escola hoje e fiquei nervosa quando pedi p o examinador me ajudar, me da mas uma chace ele me chamou de leviana o q ele quis dizer com isso?

11/17/2010 4:17 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

poxa estou arrasada,,,estou apaixonada por um homem que vivi a mim chamar ES UMA MULHER LEVIANA

6/11/2012 5:49 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

então....
estava noiva de um alguém a quem estimava muito. Devido a uma série de ciumes e acusações(mensagem de ex, colegas de trabalho etc), complexas de se explicar os por menores em apenas um post, mas nenhuma delas com algo concreto e embasado, ele terminou tudo a distância me dizendo que sou leviana. é dificil administrar isso, a culpa mesmo sem ter feito algo de fato me acompanha.

9/18/2015 12:13 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home