<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d17438737\x26blogName\x3dPensar+de+Alto\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dTAN\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttps://pensardealto.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://pensardealto.blogspot.com/\x26vt\x3d-2928701954602089090', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script><!-- --><div id="flagi" style="visibility:hidden; position:absolute;" onmouseover="showDrop()" onmouseout="hideDrop()"><div id="flagtop"></div><div id="top-filler"></div><div id="flagi-body">Notify Blogger about objectionable content.<br /><a href="http://help.blogger.com/bin/answer.py?answer=1200"> What does this mean? </a> </div></div><div id="b-navbar"><a href="http://www.blogger.com/" id="b-logo" title="Go to Blogger.com"><img src="http://www.blogger.com/img/navbar/3/logobar.gif" alt="Blogger" width="80" height="24" /></a><form id="b-search" name="b-search" action="http://search.blogger.com/"><div id="b-more"><a href="http://www.blogger.com/" id="b-getorpost"><img src="http://www.blogger.com/img/navbar/3/btn_getblog.gif" alt="Get your own blog" width="112" height="15" /></a><a id="flagButton" style="display:none;" href="javascript:toggleFlag();" onmouseover="showDrop()" onmouseout="hideDrop()"><img src="http://www.blogger.com/img/navbar/3/flag.gif" name="flag" alt="Flag Blog" width="55" height="15" /></a><a href="http://www.blogger.com/redirect/next_blog.pyra?navBar=true" id="b-next"><img src="http://www.blogger.com/img/navbar/3/btn_nextblog.gif" alt="Next blog" width="72" height="15" /></a></div><div id="b-this"><input type="text" id="b-query" name="as_q" /><input type="hidden" name="ie" value="UTF-8" /><input type="hidden" name="ui" value="blg" /><input type="hidden" name="bl_url" value="gatas-qb.blogspot.com" /><input type="image" src="http://www.blogger.com/img/navbar/3/btn_search_this.gif" alt="Search This Blog" id="b-searchbtn" title="Search this blog with Google Blog Search" onclick="document.forms['b-search'].bl_url.value='gatas-qb.blogspot.com'" /><input type="image" src="http://www.blogger.com/img/navbar/3/btn_search_all.gif" alt="Search All Blogs" value="Search" id="b-searchallbtn" title="Search all blogs with Google Blog Search" onclick="document.forms['b-search'].bl_url.value=''" /><a href="javascript:BlogThis();" id="b-blogthis">BlogThis!</a></div></form></div><script type="text/javascript"><!-- var ID = 6860457;var HATE_INTERSTITIAL_COOKIE_NAME = 'dismissedInterstitial';var FLAG_COOKIE_NAME = 'flaggedBlog';var FLAG_BLOG_URL = 'http://www.blogger.com/flag-blog.g?nav=3&toFlag=' + ID;var UNFLAG_BLOG_URL = 'http://www.blogger.com/unflag-blog.g?nav=3&toFlag=' + ID;var FLAG_IMAGE_URL = 'http://www.blogger.com/img/navbar/3/flag.gif';var UNFLAG_IMAGE_URL = 'http://www.blogger.com/img/navbar/3/unflag.gif';var ncHasFlagged = false;var servletTarget = new Image(); function BlogThis() {Q='';x=document;y=window;if(x.selection) {Q=x.selection.createRange().text;} else if (y.getSelection) { Q=y.getSelection();} else if (x.getSelection) { Q=x.getSelection();}popw = y.open('http://www.blogger.com/blog_this.pyra?t=' + escape(Q) + '&u=' + escape(location.href) + '&n=' + escape(document.title),'bloggerForm','scrollbars=no,width=475,height=300,top=175,left=75,status=yes,resizable=yes');void(0);} function blogspotInit() {initFlag();} function hasFlagged() {return getCookie(FLAG_COOKIE_NAME) || ncHasFlagged;} function toggleFlag() {var date = new Date();var id = 6860457;if (hasFlagged()) {removeCookie(FLAG_COOKIE_NAME);servletTarget.src = UNFLAG_BLOG_URL + '&d=' + date.getTime();document.images['flag'].src = FLAG_IMAGE_URL;ncHasFlagged = false;} else { setBlogspotCookie(FLAG_COOKIE_NAME, 'true');servletTarget.src = FLAG_BLOG_URL + '&d=' + date.getTime();document.images['flag'].src = UNFLAG_IMAGE_URL;ncHasFlagged = true;}} function initFlag() {document.getElementById('flagButton').style.display = 'inline';if (hasFlagged()) {document.images['flag'].src = UNFLAG_IMAGE_URL;} else {document.images['flag'].src = FLAG_IMAGE_URL;}} function showDrop() {if (!hasFlagged()) {document.getElementById('flagi').style.visibility = 'visible';}} function hideDrop() {document.getElementById('flagi').style.visibility = 'hidden';} function setBlogspotCookie(name, val) {var expire = new Date((new Date()).getTime() + 5 * 24 * 60 * 60 * 1000);var path = '/';setCookie(name, val, null, expire, path, null);} function removeCookie(name){var expire = new Date((new Date()).getTime() - 1000); setCookie(name,'',null,expire,'/',null);} --></script><script type="text/javascript"> blogspotInit();</script><div id="space-for-ie"></div>

segunda-feira, novembro 14, 2005

Há que eu sei que sim

De há uns dias para cá, tenho vindo a tornar pública a minha admiração pelas mulheres.
Admiração sincera, diga-se, não só por tudo o que aparentam, mas também por tudo o que escondem dentro das suas cabecinhas.
Até aqui nada de novo ou, pelo menos, nada que não seja encarado com alguma vulgaridade, já que ainda vai sendo frequente os homens gostarem das mulheres.
Admito, no entanto, que quem me lê, ache que tenho vindo a generalizar com excesso.
-Afinal de contas, nem todas as mulheres são tão perfeitas como as julgas, dirão alguns.Ou defines melhor aquelas que tanto respeitas e admiras ou o que escreves peca por falta de rigor.
Aceito a crítica, até porque se há coisa que muito prezo é o rigor de análise.
Vou,pois, deixar de generalizar e a melhor forma que eu encontro para o fazer, sem correr o risco de ser injusto para alguma mulher, é o de dizer o tipo daquelas que aprecio.
Melhor dizendo, o tipo de mulher que eu gosto, porque só de quem se gosta se fala bem.
Não se fala bem de quem nos é indiferente ou de quem não se gosta.
Sim, eu sei que há quem fale, mas eu não.
A agir desta forma, estou ciente que me estou a expor, mas isso é o menos importante.
Comecemos então.
Primeiro que tudo o que me atrai numa mulher é o ser natural e agir em conformidade.Reparem que disse natural e não normal, o que desde logo afasta todas aquelas que pretendem imitar a vizinha do 3º direito e ainda aquelas que não têm gosto próprio.
Por outras palavras, gosto de uma mulher que sabe o que quer e por onde vai, que toma as decisões em função do que pensa; que o diz quando deve dizer e que não o diz, muitas vezes, até porque não vale a pena.
E uma mulher natural tem um encanto único.
Depois, o que mais me atrai é a sua segurança.
Segura é a mulher que se conhece e que conhece os outros, encarando o mundo nos olhos, sem falsas modéstias ou humildades, vaidosa mas não petulante ou arrogante.
E a uma mulher segura apetece sempre dar a mão.
Gosto ainda de uma mulher com humor. Aliás, se há tipo de humor que aprecio é o de uma mulher.Entendo mesmo que só há dois tipos de humor, o das mulheres e o outro.
Admito que o seu humor chega a ser, muitas vezes, cáustico e carregado de uma ironia extrema, mas é um humor fino e autêntico, porque expressa, com uma mestria única, tudo o que lhe vai na alma.
E eu gosto de poder rir com uma mulher.
Finalmente, os olhos de uma mulher. E esta característica que tanto me atrai está no fim como poderia estar no princípio, já que é questão essencial para mim.
Gosto de ler neles, de os ver sorrir, de os ver saltitar, gosto, em suma, de uns olhos vivos, que de gente amorfa anda o mundo cheio.
E eu gosto muito de olhar nos olhos de uma mulher.
Mais? Não me ocorre mais, mas acho que reduzi substancialmente o número das mulheres a que me refiro e agora já não me podem acusar de estar sempre a generalizar em demasia.
Suspeito mesmo que fui demasiado óbvio, mas a verdade é esta e eu nunca minto, acreditem ou não.
E se acham que fui demasiado abrangente, tanto melhor; é porque há muitas mulheres assim.
7 Comments:
Blogger AnAni said...

Como tu não há muitos. Se os houvesse... não digo mais para não me expôr.
É que as mulheres seguras são independentes e as que sabem o que querem também. E as mulheres independentes não precisam dos homens; antes gostam de quem esteja com elas e as acompanhe pela vida, de ser humano para ser humano. Mas os homens gostam que se precise deles e que não se seja muito independente porque senão... consideram-se postos em causa.
Também detesto generalizações. Mas bolas, com a vida fui verificando algumas destas coisas de que é impossível fugir.
E se entrarmos no domínio do sexo e da cama...
Enfim, já vai longa a minha vénia ao teu texo.
Um beijo da admiradora que comenta em 1º lugar! :-)

11/14/2005 11:49 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Eu sabia que não devia ter respondido ao artigo antes do antes deste - entendeste qual? Espero que sim, mas caso subsistam dúvidas, pergunte-me como - sem herbalife .
Não, ainda não me perdi na resposta. Dizia eu, que não deveria ter dado aquela resposta sem ter lido este teu artigo - mais concretamente aquele meu último comentário.
É que eu não sabia que já estavas a organizar a tua lista de preferências para reduzir consideravelmente a lista de candidatas a empregada de limpeza e-não-só à borla - ou a troco de um preço bastante elevado - cartão de crédito, carro, férias no estrangeiro 3 vezes no ano.
Ai desculpa não era nada daquilo.
Preço caro quero eu dizer que seria... carinho, atenção, respeito, fidelidade - este é difícil, eu sei - compreensão - principalmente naqueles dias do mês.

Já escrevi demais? Pronto! Eu páro por aqui!

Beijo doce

11/14/2005 11:55 da tarde  
Anonymous Mónica said...

É a primeira vez que aqui venho e parece-me que vou voltar. Pela tua honestidade, pela forma como vês as mulheres porque não somos todas iguais...e porque eu acredito que os homens não são todos iguais...aqui encontrei a prova disso. Beijinho

11/15/2005 8:40 da manhã  
Blogger Borboleta said...

Está a tornar-se viciante vir aqui logo de manhã ver sobre o que escreveste... e cada vez te acho mais em vias de extinção e menos burro ;) sabes o que queres, sabes quem queres, por isso a ti duvido que alguém te venda gato por lebre.

Gostei muito das qualidades que enumeraste,especialmente porque não falaste na estética das "babes". Qualidades interiores a serem valorizadas..sim senhor...clap clap clap

11/15/2005 9:39 da manhã  
Anonymous Manefta said...

eheheheheh e mai nada. De facto as pessoas são muito giras. Adoro gente lol ( sim, sou maluca ). Aprecio imenso o sentido de humor, a sensibilidade, não no sentido de chorar á passagem de uma melga, mas no sentido de tacto, oportunidade, tolerância... e rir com as situações. Eu por vezes parece que vivo num filme, e em situações em que fica tudo estupefacto a olhar, a mim da-me para rir. lol Tb gosto dos olhos das pessoas, olhos curiosos, vivos, espontaneos, e gosto da voz... mas não desenvolvo tá. lol
E gosto de gente livre, não no sentido adolescente, de rebeldia e contradição com o mundo, isso nem é nada livre lol, mas de gente que gosta de si, e gosta dos outros, mas que gosta de si, e depois gosta dos outros, e que....pronto.... concordo ctg, na sensação de absorção , mas ao contrário. loll

p.s se quiseres proibe a minha entrada aqui, embora eu conheça o porteiro . loll

11/15/2005 11:37 da manhã  
Anonymous BReal said...

São assim os homens que eu gosto, iguais às mulheres que tu gostas....

11/15/2005 3:07 da tarde  
Blogger Amanda said...

generalizar? abrangente? o que acontece é que cada vez mais a mulher assume-se como sendo o verdadeiro sexo forte! e quando são seguras... esbanjam sorrisos tão, mas tão, cativantes! (sim já disse que adoro ser mulher) e quanto a ser convencida... normalmente a maior parte é bem realista e mais uma vez, segura do que é... do que tem... do que quer ser... do que pode ter... corre, luta, batalha, conquista e não se dá jamais por vencida! (tchiii qu'isto já vai longo). Acredito que os homens fiquem impressionados com "estas" mulheres assim como nós ficamos impressionadas com "certos" homens pelo simples facto (parece simples) de terem personalidades vincadamente fortes! Beijinhos

11/15/2005 5:04 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home