<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d17438737\x26blogName\x3dPensar+de+Alto\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dTAN\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttps://pensardealto.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://pensardealto.blogspot.com/\x26vt\x3d-2928701954602089090', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script><!-- --><div id="flagi" style="visibility:hidden; position:absolute;" onmouseover="showDrop()" onmouseout="hideDrop()"><div id="flagtop"></div><div id="top-filler"></div><div id="flagi-body">Notify Blogger about objectionable content.<br /><a href="http://help.blogger.com/bin/answer.py?answer=1200"> What does this mean? </a> </div></div><div id="b-navbar"><a href="http://www.blogger.com/" id="b-logo" title="Go to Blogger.com"><img src="http://www.blogger.com/img/navbar/3/logobar.gif" alt="Blogger" width="80" height="24" /></a><form id="b-search" name="b-search" action="http://search.blogger.com/"><div id="b-more"><a href="http://www.blogger.com/" id="b-getorpost"><img src="http://www.blogger.com/img/navbar/3/btn_getblog.gif" alt="Get your own blog" width="112" height="15" /></a><a id="flagButton" style="display:none;" href="javascript:toggleFlag();" onmouseover="showDrop()" onmouseout="hideDrop()"><img src="http://www.blogger.com/img/navbar/3/flag.gif" name="flag" alt="Flag Blog" width="55" height="15" /></a><a href="http://www.blogger.com/redirect/next_blog.pyra?navBar=true" id="b-next"><img src="http://www.blogger.com/img/navbar/3/btn_nextblog.gif" alt="Next blog" width="72" height="15" /></a></div><div id="b-this"><input type="text" id="b-query" name="as_q" /><input type="hidden" name="ie" value="UTF-8" /><input type="hidden" name="ui" value="blg" /><input type="hidden" name="bl_url" value="gatas-qb.blogspot.com" /><input type="image" src="http://www.blogger.com/img/navbar/3/btn_search_this.gif" alt="Search This Blog" id="b-searchbtn" title="Search this blog with Google Blog Search" onclick="document.forms['b-search'].bl_url.value='gatas-qb.blogspot.com'" /><input type="image" src="http://www.blogger.com/img/navbar/3/btn_search_all.gif" alt="Search All Blogs" value="Search" id="b-searchallbtn" title="Search all blogs with Google Blog Search" onclick="document.forms['b-search'].bl_url.value=''" /><a href="javascript:BlogThis();" id="b-blogthis">BlogThis!</a></div></form></div><script type="text/javascript"><!-- var ID = 6860457;var HATE_INTERSTITIAL_COOKIE_NAME = 'dismissedInterstitial';var FLAG_COOKIE_NAME = 'flaggedBlog';var FLAG_BLOG_URL = 'http://www.blogger.com/flag-blog.g?nav=3&toFlag=' + ID;var UNFLAG_BLOG_URL = 'http://www.blogger.com/unflag-blog.g?nav=3&toFlag=' + ID;var FLAG_IMAGE_URL = 'http://www.blogger.com/img/navbar/3/flag.gif';var UNFLAG_IMAGE_URL = 'http://www.blogger.com/img/navbar/3/unflag.gif';var ncHasFlagged = false;var servletTarget = new Image(); function BlogThis() {Q='';x=document;y=window;if(x.selection) {Q=x.selection.createRange().text;} else if (y.getSelection) { Q=y.getSelection();} else if (x.getSelection) { Q=x.getSelection();}popw = y.open('http://www.blogger.com/blog_this.pyra?t=' + escape(Q) + '&u=' + escape(location.href) + '&n=' + escape(document.title),'bloggerForm','scrollbars=no,width=475,height=300,top=175,left=75,status=yes,resizable=yes');void(0);} function blogspotInit() {initFlag();} function hasFlagged() {return getCookie(FLAG_COOKIE_NAME) || ncHasFlagged;} function toggleFlag() {var date = new Date();var id = 6860457;if (hasFlagged()) {removeCookie(FLAG_COOKIE_NAME);servletTarget.src = UNFLAG_BLOG_URL + '&d=' + date.getTime();document.images['flag'].src = FLAG_IMAGE_URL;ncHasFlagged = false;} else { setBlogspotCookie(FLAG_COOKIE_NAME, 'true');servletTarget.src = FLAG_BLOG_URL + '&d=' + date.getTime();document.images['flag'].src = UNFLAG_IMAGE_URL;ncHasFlagged = true;}} function initFlag() {document.getElementById('flagButton').style.display = 'inline';if (hasFlagged()) {document.images['flag'].src = UNFLAG_IMAGE_URL;} else {document.images['flag'].src = FLAG_IMAGE_URL;}} function showDrop() {if (!hasFlagged()) {document.getElementById('flagi').style.visibility = 'visible';}} function hideDrop() {document.getElementById('flagi').style.visibility = 'hidden';} function setBlogspotCookie(name, val) {var expire = new Date((new Date()).getTime() + 5 * 24 * 60 * 60 * 1000);var path = '/';setCookie(name, val, null, expire, path, null);} function removeCookie(name){var expire = new Date((new Date()).getTime() - 1000); setCookie(name,'',null,expire,'/',null);} --></script><script type="text/javascript"> blogspotInit();</script><div id="space-for-ie"></div>

quinta-feira, novembro 24, 2005

A Letra e a Palavra

Desde miúdo que sinto uma intensa atracção pelas letras.
Primeiro por elas, mais tarde pelas palavras e, depois, por umas e outras.
Não foi muito mais tarde, garanto, porque o meu entusiasmo pelas primeiras foi tanto, que bem cedo as aprendi a explorar, dando-lhes sentido, som, imagem, tudo o que lhes é possível dar, de forma a delas receber as maiores sensações.
E elas, umas e outras, sempre foram muitas generosas comigo.
Talvez porque se aperceberam da intensidade com que eu as amava, as letras, sempre se juntaram entre si de forma a que eu as sentisse o mais perto possível, que as entendesse enquanto palavra, sensibilizando-me para as potencialidades de cada uma delas, sós ou agrupadas, fazendo-me sentir a sua sonoridade, as suas nuances, os seus diversos significados, os seus nins - e também os sins e também os nãos.
Talvez porque em mim vissem tão intensa paixão por elas, acharam por bem que as compreendesse uma a uma, na sua verdadeira dimensão, no seu sentido real e no outro, aquele que não significam, mas podem querer dizer.
Ainda num gesto de ternura, talvez por que também vissem o quanto me esforçava por as acompanhar,por ser feliz com elas, e talvez também por sempre ter assumido que não o fazia por generosidade, mas sim pelo prazer que me davam, deram-se a conhecer ainda melhor e ensinaram-me o valor dos pontos, das vírgulas, juntos ou separados, e de toda a outra sinalética com quem têm um parentesco que se diz afastado, mas que acabei por perceber que, de tão próximos, até se confundem. E curioso foi que, como me ensinaram de forma diferente daquela que havia aprendido nos bancos da escola, fiquei a achar que estes supostos parentes pobres não deviam sempre obedecer a regras gramaticais, mas que deviam ajudar a exprimir o sentir dos seus parentes ricos, as palavras.Valorizando-as ainda mais, dando-lhes voz, pausas, curtas ou longas, cortando frases ou alargando horizontes, eu sei lá, potencialidades infindáveis como as têm os sentimentos.
Nunca aprendi a escrever, porque nunca quiseram isso, pelo menos como é suposto.
Mas aprendi a ler. O que dizem e o que não dizem.
E um dia fui palavra e a palavra foi minha.
Sendo que o mais curioso é que letra e palavra são do género feminino.
Talvez seja isso que me faz gostar tanto de cada uma ou de uma tanto faz, que tudo à letra se resume.
12 Comments:
Anonymous Manefta said...

Carlos...uma vénia, viva a metáfora. E obrigado por verbalizares parte de mim. Um grande, grande beijo. Adorei porra.
Porra mesmo. :)

11/24/2005 7:11 da tarde  
Blogger BReal said...

LINDO! LINDO!

Lindo quando alguém aprende a ler,
lindo quando alguém aprende a ver.

11/24/2005 7:17 da tarde  
Blogger suggar said...

Ha momentos q o silencio fala mais alto... este é um deles.

Nao me atrevo a comentar mas sim absorver o q foi escrito...


BEIJO... ;|

11/24/2005 7:20 da tarde  
Blogger AnAni said...

É, de facto, escreveste um texto muito bonito. Mais palavras para quê?
B&jux

11/24/2005 7:26 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

E eu fiquei estática, emocionada e apaixonada por este texto e pela forma como tu falaste do teu amor às letras e palavras.
Gosto das letras como se cada uma delas fossem uma estrela que compõem o firmamento em que nos perdemos. Indissociáveis, elas envolvem quem nelas se perde, delineando-as com suavidade, juntando-as aqui e ali, dando-lhes cor, impregnando sorrisos e magia.

A oferenda que as letras fazem a quem as ama, é uma colcha de palavras que formam e que nos aquece a alma.

Beijo doce

11/25/2005 12:20 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Voltei!
Sim, voltei porque o teu texto tem de ser lido uma e outra vez. Porque lê-se nas palavras a forma como te entregaste a elas, como se fechasses os olhos, estendesses uma mão e elas te guiassem pelo caminho que elas quiseram. Foste o instrumento que elas tocaram para que saísse esta melodia que foi o texto; foste o seu aprendiz e o mar onde elas se deitaram :-)
«Elas» sempre «elas» :-)

Sweet kiss

11/25/2005 1:05 da manhã  
Blogger Miss Perfect said...

E que alegria para o espírito é ver esse gosto tão bem empregue...

Bendita a hora em que te fizeste da palavra tua e aprendeste a ler nas entrelinhas

Um beijo
Miss Perfect

11/25/2005 10:39 da manhã  
Blogger Amanda said...

e já algures escrevi... faço amor com as palavras... :)

11/25/2005 2:13 da tarde  
Blogger Borboleta said...

Como já se disse e pelo que se vê nos comentários, só mesmo as mulheres, por razões óbvias (mas aqui impera a nossa sensibilidade latente e reduzida nos gajos...)para te comentarem e sentirem estas palavras e letras como só nós sabemos sentir.

Parabéns:)

11/25/2005 3:36 da tarde  
Blogger _Sofia_ said...

Lindoooo
mais palavras para quê???
disseste tudo ;)
beijoka

11/25/2005 8:57 da tarde  
Blogger Carlos said...

Manefta, Breal, Suggar,Anani,Sutra,Miss Perfect, Amanda, Borboleta Assanhada e Sofia

Escrevi este texto a pensar nas palavras e nas mulheres, misturando-as, e procurando demonstrar o amor que tenho por uma e por outras.As oisas lindas que ouvi de vcs deram-me alento para continuar mais uns tempos.
Obrigado.
Beijos a todas com o maior carinho porque foi também em vcs que me inspirei para o escrever

11/29/2005 12:45 da manhã  
Blogger Paula Raposo said...

Um texto cheio de força. Adorei. Está lindo!

12/08/2005 6:59 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home