<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d17438737\x26blogName\x3dPensar+de+Alto\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dTAN\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://pensardealto.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://pensardealto.blogspot.com/\x26vt\x3d3723253789723581049', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script><!-- --><div id="flagi" style="visibility:hidden; position:absolute;" onmouseover="showDrop()" onmouseout="hideDrop()"><div id="flagtop"></div><div id="top-filler"></div><div id="flagi-body">Notify Blogger about objectionable content.<br /><a href="http://help.blogger.com/bin/answer.py?answer=1200"> What does this mean? </a> </div></div><div id="b-navbar"><a href="http://www.blogger.com/" id="b-logo" title="Go to Blogger.com"><img src="http://www.blogger.com/img/navbar/3/logobar.gif" alt="Blogger" width="80" height="24" /></a><form id="b-search" name="b-search" action="http://search.blogger.com/"><div id="b-more"><a href="http://www.blogger.com/" id="b-getorpost"><img src="http://www.blogger.com/img/navbar/3/btn_getblog.gif" alt="Get your own blog" width="112" height="15" /></a><a id="flagButton" style="display:none;" href="javascript:toggleFlag();" onmouseover="showDrop()" onmouseout="hideDrop()"><img src="http://www.blogger.com/img/navbar/3/flag.gif" name="flag" alt="Flag Blog" width="55" height="15" /></a><a href="http://www.blogger.com/redirect/next_blog.pyra?navBar=true" id="b-next"><img src="http://www.blogger.com/img/navbar/3/btn_nextblog.gif" alt="Next blog" width="72" height="15" /></a></div><div id="b-this"><input type="text" id="b-query" name="as_q" /><input type="hidden" name="ie" value="UTF-8" /><input type="hidden" name="ui" value="blg" /><input type="hidden" name="bl_url" value="gatas-qb.blogspot.com" /><input type="image" src="http://www.blogger.com/img/navbar/3/btn_search_this.gif" alt="Search This Blog" id="b-searchbtn" title="Search this blog with Google Blog Search" onclick="document.forms['b-search'].bl_url.value='gatas-qb.blogspot.com'" /><input type="image" src="http://www.blogger.com/img/navbar/3/btn_search_all.gif" alt="Search All Blogs" value="Search" id="b-searchallbtn" title="Search all blogs with Google Blog Search" onclick="document.forms['b-search'].bl_url.value=''" /><a href="javascript:BlogThis();" id="b-blogthis">BlogThis!</a></div></form></div><script type="text/javascript"><!-- var ID = 6860457;var HATE_INTERSTITIAL_COOKIE_NAME = 'dismissedInterstitial';var FLAG_COOKIE_NAME = 'flaggedBlog';var FLAG_BLOG_URL = 'http://www.blogger.com/flag-blog.g?nav=3&toFlag=' + ID;var UNFLAG_BLOG_URL = 'http://www.blogger.com/unflag-blog.g?nav=3&toFlag=' + ID;var FLAG_IMAGE_URL = 'http://www.blogger.com/img/navbar/3/flag.gif';var UNFLAG_IMAGE_URL = 'http://www.blogger.com/img/navbar/3/unflag.gif';var ncHasFlagged = false;var servletTarget = new Image(); function BlogThis() {Q='';x=document;y=window;if(x.selection) {Q=x.selection.createRange().text;} else if (y.getSelection) { Q=y.getSelection();} else if (x.getSelection) { Q=x.getSelection();}popw = y.open('http://www.blogger.com/blog_this.pyra?t=' + escape(Q) + '&u=' + escape(location.href) + '&n=' + escape(document.title),'bloggerForm','scrollbars=no,width=475,height=300,top=175,left=75,status=yes,resizable=yes');void(0);} function blogspotInit() {initFlag();} function hasFlagged() {return getCookie(FLAG_COOKIE_NAME) || ncHasFlagged;} function toggleFlag() {var date = new Date();var id = 6860457;if (hasFlagged()) {removeCookie(FLAG_COOKIE_NAME);servletTarget.src = UNFLAG_BLOG_URL + '&d=' + date.getTime();document.images['flag'].src = FLAG_IMAGE_URL;ncHasFlagged = false;} else { setBlogspotCookie(FLAG_COOKIE_NAME, 'true');servletTarget.src = FLAG_BLOG_URL + '&d=' + date.getTime();document.images['flag'].src = UNFLAG_IMAGE_URL;ncHasFlagged = true;}} function initFlag() {document.getElementById('flagButton').style.display = 'inline';if (hasFlagged()) {document.images['flag'].src = UNFLAG_IMAGE_URL;} else {document.images['flag'].src = FLAG_IMAGE_URL;}} function showDrop() {if (!hasFlagged()) {document.getElementById('flagi').style.visibility = 'visible';}} function hideDrop() {document.getElementById('flagi').style.visibility = 'hidden';} function setBlogspotCookie(name, val) {var expire = new Date((new Date()).getTime() + 5 * 24 * 60 * 60 * 1000);var path = '/';setCookie(name, val, null, expire, path, null);} function removeCookie(name){var expire = new Date((new Date()).getTime() - 1000); setCookie(name,'',null,expire,'/',null);} --></script><script type="text/javascript"> blogspotInit();</script><div id="space-for-ie"></div>

terça-feira, dezembro 06, 2005

As Extra

Com inusitada frequência sou confrontado com a questão das relações extraconjugais.
Seja em conversas de café com amigas e amigos que, por mera benevolência para com o meu fraco pensar, se mostram interessadas em ouvir a minha opinião, quer por notícias que me chegam aos ouvidos pela comunicação social e, também, por via de acesas discussões com outros da minha espécie.
A primeira coisa que me ocorre quando tal pergunta me fazem, mesmo que de homem provenha a questão sacramental, é que alguém lhe anda na ideia.
E isso faz-me sorrir, não de desdém, atenção, mas porque acho que é alguém que mais feliz procura ser. Ou é o feliz que busca, o que também me parece bem, por maioria de razão.
Logo a seguir e quando no tema começo a pensar, aquilo que logo me ocorre dizer é que se de “extra” se tratam, não tenho nada a obstar, pelo contrário, até sou todo a favor, pois que a expressão em si, desde logo induz a que a resposta seja afirmativa. Prefiro sempre o que tem extra.
Entre ter algo ordinário e algo “extra”ordinário, é óbvio que prefiro o do “extra”.
Entre comer o fiambre normal ou comer um fiambre extra, claro que prefiro o segundo.
Até aqui a resposta parece óbvia para quem quer que seja.
O pior vem depois, quando começo a aprofundar o raciocínio. Aí é que a coisa se complica. Não só por limitações próprias do pensador, mas também por força da complexidade da questão.
Por isso desde já alerto que aquilo que eu penso sai da cabeça de alguém pouco avisado e só deve ser seguido por pessoas que chegarem às mesmas conclusões por suas próprias cabeças.
Não vá alguém ainda dizer que teve as ditas relações “extra” por minha causa. Ainda se fosse comigo...agora com terceiros, poupem-me a isso.
Eu tenho como bom para mim que sempre que alguém disso se lembra e tem interesse na resposta, é porque se trata de alguém a quem já alguma vez lhe apeteceu fazê-lo. E fez ou não fez, que a mim já pouco interessa enquanto coisa de terceiros for, mas ficou com qualquer coisa a roer a consciência. Por fazer ou não fazer.
Ou por ambas o que é bem pior.
Assim sendo e porque privilegio o bem estar individual, entendendo mesmo que o bem estar social, enquanto soma de todas as individualidades, será sempre potencializado em função do bem estar de cada um, sou de opinião que, se em consciência alguém as deseja, as deve ter. Sem mais .
Sem quaisquer tipos de constrangimentos. Apenas porque o desejou.
Sei que argumentarão que há a questão da fidelidade, dos remorsos, do meu (minha) mais que tudo, das regras sociais, sei lá, uma imensidão de contras.
A todos poderia rebater aqui, mas nem o vou fazer, porque o meu objectivo não é convencer ninguém.
Digo apenas o que penso.
E penso que os argumentos contra não fazem sentido algum, porque todos eles partem de uma concepção de posse entre seres humanos que eu abomino.
Não deixando de ser curioso que só são, realmente, condenadas pela sociedade as “extra” das mulheres. As dos homens não, essas, antes pelo contrário, são merecedoras de elogios, na melhor das hipóteses, velados.
Para mim, a questão é tão simples quanto isto. Se lhes ocorre ter e desejam ter que as tenham e não compliquem.
Que essa coisa da consciência em tal matéria é um pau de dois bicos que nos foi metida na cabeça na primeira lavagem ao cérebro que nos fizeram. Sim, na Escola e na Igreja.

Ao que acresce que tenho sérias dúvidas que um desejo frustrado não seja pior para todos os envolvidos. Pelo menos para quem o vê frustrado é, porque do acumular de frustrações dizem que vem mal para a sanidade mental.
Vivam, pois, bem com isso, que pior é viver sem isso e com o desejo na cabeça.
Até porque já temos tantas coisas más com que viver e conseguimos tão poucas das que desejamos...
Agora se não querem “extra” nem as desejam, então não percam tempo com o assunto.

P.S. Presumo que este post só vá ser comentado por quem já pensou no assunto face ao que eu digo no final. De forma a não limitar a capacidade de comentar de cada uma das leitoras às quais nunca tal pensamento ocorreu, sugiro que pensem e desejem ter uma extra comigo. Assim sempre ficam habilitadas a comentar e eu não sou acusado de discriminação. Quanto aos meus leitores que também nunca pensaram no assunto, sugiro que pensem e desejem a.....sim essa. Agora também já podem comentar.
32 Comments:
Blogger Manefta said...

:S óme quer dizer isto assim...bem...ora benhe né? Não percebes que o fiambre da perna extra é duvidoso? Charles pensa!! O porco só tem 4 pernas né...
Ora eu nunquinha que pensei nisso. O meu querido husband deu-me umas palas :S pelo nosso 5º aniversário, pk achou que talvez estivesse com torcicolo e tal. lol ok eu calo-me.
Bem charles... eu como sempre concordo ctg, e volto a repetir, primeiro muda-se o pensar, depois o sentir.
Agora repara, e se no meio dessa mudança, chegas á conclusão que assim é te sentes melhor, pk não vale a pena e tal, ou se no meio dessa fraqueza , as coisas se renovam e se fortalecem?
Pode acontecer...
Benhe, mas é obvio que toda a gente já pensou nisso, porra, nem admitas q digam que não tá lol
Agora toda a malta tem direito a momentos de reflexão e tal...
O que não é razão pra extrar a coisa, mas se no fim alguém fica a achar que é desta que extravasa , gajo força. Mas q seja bom né, ao menos isso.
Pronto, ainda não disse uma de jeito, tou um kado desconcentrada topas lol, mas acho que sim a liberdade é isso mesmo decidir que sim ou que não e ficar contente c a decisão, prontes. Pá...se quiseres apaga o raio do comentario lol

12/07/2005 12:06 da manhã  
Blogger Arquitecta said...

Eu já me tinha parecido que isto era coisa em que os trolhas pensavam!!
Pois é...
Estou a ver que tenho de arranjar mais umas formações em obra!

Vou tratar disso!

12/07/2005 12:15 da manhã  
Blogger AnAni said...

Só sorrio porque o que disser a mais não sei como é interpretado.
Mas não posso deixar de te perguntar: e não achas que "fidelidade" é coisa de cão?
:-)
Beijos

12/07/2005 12:21 da manhã  
Blogger Arquitecta said...

Olha esuqeci de deixar um avisozito - podes depois comunicar quantas inscrições existem para a formação?
É necessário para poder programar o plano de aulas.

Obrigada!


...






LOL

12/07/2005 12:23 da manhã  
Anonymous TROLHA1 said...

Or aí esta um assunto que toca sobretudo a um trolha de profissão, e de vocação..sim pq para ser trolha é preciso vocação.
Trolha que se preze, gosta de dar as suas talochadas por fora. ALias o meu amigo sabe disso :)
Fiquei aqui a magicar na questao do fiambre "extra".
Eu até ha uns tempos gostava do fiambre Extra", mas agora fico-me so pela perna...pq..e parafraseando um trolha sábio....

Cuidado com o que comem.....

Se o porco tem 4 pernas...de onde virá o fiambre de perna extra????

Até pq uma bela perna, e ao que me é dado a perceber, neste cantinho, abundam as belas pernas ( ai que trocadilho..a bunda e as pernas), e uma perna tem sempre muito que trincar, até pq tras muita carne agarrada ( Chicha em linguagem de trolha).
Por isso meu caro amigo, se se vir a braços com excesso de "chicha" por este seu cantinho, até pq vejo que voluntariosidade por aki nao falta, o seu maigo trolha esta sempre pronto a fazer horas extras ( nao confundir com o extra da perna)

Um abraço cordial
Saudaçoes Trolhisticas

E viva a chicha

12/07/2005 1:11 da manhã  
Blogger Sol said...

Parece-me que os tempos mudaram e hoje em dia homem que trai uma mulher é um "porco", uma mulher que trai devia "ganhar uma medalha" pois se o faz é porque o seu homem é um incapaz...
Na minha opinião a vida são dois dias, aproveitem para viver da forma que lhes der mais prazer!!

Quando tiveres um tempo "extra" passa no meu cantinho.

Bj

12/07/2005 1:51 da manhã  
Blogger Amanda said...

desde que se pense e sinta como "extra"... "comam" á vontade! :)

12/07/2005 9:46 da manhã  
Blogger Mr. Teaser said...

A complexidade da questão permite-nos fazer juizos de valor em relação a terceiros, mas deixa-nos sempre num pedestal de acordo com o nosso sentido egoísta que nos torna ilibados de qualquer acusação em caso de confronto.

Eu tenho para mim, que cada um sabe de si e fará o que melhor entender para que se sinta bem consigo mesmo, tornando assim o colectivo da sociedade num bem estar que poderá ser contangiante. O que me faz estar 100% de acordo contigo.

Eu situo-me naquela pequena parcela de pessoas para quem a fidelidade não passa por uma obrigação ou questão moral, mas sim pelo simples facto de não ter vontade de estar com mais ninguem, nem mental, nem fisicamente...
Ninguém é perfeito, dirão alguns. Mas é nesse patamar que estou... Sou fiel, com mt orgulho, mas só pq amo quem está comigo e porra... só a vejo a ela... :)

Um abraço
Mr. Teaser

12/07/2005 10:26 da manhã  
Anonymous BReal said...

Extras para o bem da Nação! Acho que a nossa Nação tem falta de coisas extras, porque os extraordinários pouco ou nada interferem no bem dela. O ordinário é o caminho mais fácil de seguir, o extraordinário requer investimento extra. Acredito que só investindo em extras conseguiremos ser extraordinários. E o melhor investimento que podemos fazer é em nós, porque se formos extraordinários poderemos proporcionar aos outros momentos extras. E todas as mentes precisam de momentos extras e, se esses momentos são conseguidos no fiambre, tanto melhor, porque o fiambre está ao alcance de qualquer pessoa. Eu, sempre que posso como fiambre extra, até porque tem poucas calorías, e se não for da perna e for de outro sítio qualquer, tanto melhor, tem é de ser extra.

12/07/2005 1:49 da tarde  
Anonymous Miss Lust said...

Bem e eu para não variar, não sei bem se estou de acordo contigo, vou pensar melhor e depois volto hehehe entretanto tem um optimo feriado

12/07/2005 1:51 da tarde  
Blogger Borboleta said...

Eu tenho uma expressão que uso e pela qual sou criticada quando este assunto vem á baila: "eu sou fiel aos meus principios": se estes passam por saltar a cerca porque quero e me apetece, quem é a sociedade para me julgar? É à minha consciência que eu tenho de prestar contas, quero lá saber da cabeça dos outros! Onde começa a traição? é mental, ou só quando se passa ao acto?

Que se lixe a nossa sociedade e os pseudo fieis que se babam na net masturbando-se em frente a um teclado...saiam da casota e assumam os desejos de uma vez por todas. Serão com certeza pessoas mais satisfeitas, pelo menos fisicamente, porque não ficaram com nenhum "extra" entalado na garganta...

mas cada um é como cada qual, obviamente, e eu penso por mim :))

12/07/2005 2:14 da tarde  
Blogger TROLHA1 said...

Sugiro um painel de votação, abeto exclusivamente ás ladies ...completamente isento, na maior das transparencias, onde elas possam expressar o seu sentido de voto.
As que votarem no SIM AO FIAMBRE EXTRA, deverão deixar, morada e contacto, bem como respetivas medidas e horario de disponibilidades, e os trolhas prontamente as contactarão pra ajudar o nosso amigo CArlos a realizar umas sondagens ( não se trata de sondagens dos furos..entenda-se)
A votaçao sera anónima, para quem o desejar...e os dados pessoais apenas reverterão para a base de dados do webmaster (que eu ja armadilhei..hehehe)

Esta animado o debate..aqui fica a sugestão...votação..sim ou não???

12/07/2005 3:11 da tarde  
Blogger _Sofia_ said...

Pois.. nem que o extra seja duvidoso...lol... eu prefiro o extra...lol
o fiambre é claro....lol... :)
Bom feriado!
Beijokas
Sofia

12/07/2005 7:07 da tarde  
Blogger Manefta said...

Ai adorei esta borboleta, mas é que a mulher tem razão e pronto.
E quem não gostar q não leia faxavore.

12/07/2005 11:29 da tarde  
Blogger Paula Raposo said...

Completamente de acordo com a borboleta! Ora bem, nada melhor, óbvio, que passar ao acto...gostei desta conversa!

12/08/2005 6:44 da tarde  
Anonymous moranguinha said...

Apetece-me

fazer algo


EXTRAordinário...

12/08/2005 9:23 da tarde  
Blogger TROLHA1 said...

Apetece-me algo...parece palavra mágica, que desperta o trolha ambrósio!!
MAs cuidaod moranguinha...pq da ultima vez que a senhora disse apetece.-me algo..e o ambrosio lhe sugeriu doçes...
ela descaiu-se e revelou algo extra órdinário.
Ambrosio traz-em ago doçe, mas nao como da ultima vez...que me fez doer o cu!

LOL

12/09/2005 2:17 da manhã  
Blogger Trolha-Mor said...

Carlos apenas para te dar os parabéns!
Consegues despertar um vicio de leitura e comentário no sector feminino que realmente não deixa espaço para mais nada!!!
Continua!
O teu clube de fans está a aumentar.
Um abraço companheiro de obra!

12/09/2005 2:46 da manhã  
Blogger {-Sutra-} said...

A fidelidade está nos sentimentos de cada um. Eu sou fiel aos meus sentimentos e não preciso de ser fiel a mais nada ou ninguém. Porque quando amo, ao ser fiel aos meus sentimentos ninguém mais me interessará senão aquele a quem dedico tal sentimento e para onde direcciono toda a minha atenção.
O resto do mundo não me interessa...

Beijo doce com sabor a morango... ;-)

ps - trolha1, esse teu último comentário está demais! ;-)

12/09/2005 3:22 da tarde  
Blogger silencio said...

Imagina que estou numa ilha e nessa ilha eu tenho água potável, alimentos, roupas que me aquecem no inverno, livros que me enriquecem a alma, música que me envolve e alguém ao meu lado, com quem rio, brinco, me emociono, choro, converso, que me ouve e eu ouço, que me compreende como eu o compreendo, e com quem partilho todos os bons e maus momentos. Presente em todas as horas.

Em redor da ilha, existem outras pequenas ilhas como esta, que têm tudo isto que esta tem, além do brilho fugaz, dos risos de outras pessoas, de outros 'alguéns'.

Para que necessito eu de ir buscar às outras ilhas, tudo aquilo que eu já tenho nesta?... Se tudo o que esta ilha significa já me preenche o pensamento, me aquece a alma e me faz feliz.
Essas outras ilhas são as Extras.

Mil besos, cariño

12/09/2005 4:11 da tarde  
Anonymous moranguinha said...

Trolha1 só para esclarecer a situação com o trolha Ambrósio, ficou-me sim a doer o cú, não de algo doce mas sim de esperar sentada que o Ambrósio se levantasse.
Será que trolha é tudo igual??

12/09/2005 4:57 da tarde  
Blogger Borboleta said...

Boa moranguinha!!!!
clap clap clap
(isto é lindo...)

12/09/2005 5:09 da tarde  
Blogger TROLHA1 said...

lolol...se é ou não não sei, pq nao me sentei no Ambrósio do trolha", mas se quiseres saber sentas-te no meu e log ves a diferença :))
Beijo

12/09/2005 7:25 da tarde  
Blogger Arquitecta said...

Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

12/09/2005 7:28 da tarde  
Blogger Arquitecta said...

Pois eu devo dizer, respondendo à pergunta da moranguinha, que trolha não é tudo igual.
Os que conheço fazem enorme diferença do... Ambrósio, porque não demoram muito a levantar-se desde que... com o incentivo certo.
Afinal, nem todos os incentivos funcionam!

:-)

12/09/2005 7:30 da tarde  
Anonymous moranguinha said...

Trolha1 obrigada pela oferta, mas sou muito selectiva, não gosto de homens de fio dental côr-de-rosa, claro!!

SrªArquitecta os meus incentivos funcionam com as pessoas que eu selecciono, não com um trolha qualquer principalmente chamado Ambrósio, de qualquer forma obrigada pelo esclarecimento da sua verdadeira especialidade.
Só uma pergunta, é arquitecta ou SOS trolhas.
beijinhos

12/09/2005 11:30 da tarde  
Blogger Arquitecta said...

moranguinha, deixe de ser tão azeda, que isso ainda lhe faz rugas e a idade não perdoa.
Lá por não conseguir fazer levantar o que selecciona, não tem de se tornar ordinária no palavrear. :-)
E obrigada por reconhecer a minha especialidade... naquele que gostaria de seleccionar!
Continue a vestir-se de moranguinha que fruta é bom para manter a linha!

Ai, Trolhas, tanta azia...
(lol)

12/09/2005 11:54 da tarde  
Anonymous moranguinha said...

lololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololoololololololololololololololololololololololololololololololololololoololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololoolololololololololololololololololoolololololololololololololololololoolololololololololololololololololoolololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololololol

12/10/2005 1:20 da manhã  
Blogger TROLHA1 said...

Vocês desculpme la meter a colherada na conversa, mas a tarte e os morangos, abriram-me o apetite :)
ANdei a procura de uma tarte de morango, e numa pesquisa profunda aki na PDA ( puta da altura) nao consigo encontrar nada parecido.
Apenas encontrei isto!!

http://www.sextoysex.com/sex/start/view.html?a=sextoyspro&pnum=SE0344-11

Nâo é uma tarte, mas sabe a morango..pelo menos fica o sabor na boca :)
Se houver alguma por aí a saber a morango, cheguem-se a frente que eu chupo..lol

12/10/2005 2:49 da manhã  
Blogger Borboleta said...

desculpem lá, mas estamos a comentar o quê???
as "extras", ou aproveitamos os comentários dos outros para descarregar alguma coisa?

carissimos, já que é tudo ao molho e fé em Deus, vou usar este pequeno espaço (desculpa Carlos), para dizer que discordo com respostas e contra respostas quando aqui o que interessa é comentar o texto e, caso se pretenda, o seu autor. E neste aspecto, acho a moranguinha tem o direito de dizer que lhe apetece "algo", sem que com isso seja invadida por quem quer que seja.

Gostos não se discutem, por isso acho que tu, carlos, já deves saber bem quando queres saborear moranguinos (ou moranguinhas), ou comer pó numa qualquer obra onde sejas trolha...afinal de contas, tu é que mandas aqui, certo?? ou não??

12/12/2005 12:46 da tarde  
Blogger Carlos said...

Manefta
Ora benhe
Gostei muito da tua forma de pensar de alto.
Beijo

Arquitecta
Formação? Parece-me bem desde que não seja mais uma daquelas em que nada se aprende.
Beijo

Anani
E eu sorrio para ti e não respondo á tua pergunta porque também não quero ser mal interpretado.mas sei que sabes a resposta.
Beijo

Trolha 1
Em matéria de fiambre prefiro o extra e nunca em grandes quantidades porque se estraga se não for consumido na ocasião.De qualquer forma obrigado pela disponibilidade...rsrsrs
Abraço Amigo

Sol
Já passei pelo teu cantinho e gostei muito.tanto que fui o primeiro a comentar lá.
Os tempos mudam, é verdade, falta saber se para melhor ou para pior.
Beijo

Amanda
Inteiramente de acordo contigo.Apenas acrescentaria um "desde que tenham apetite", para afastar erros de interpretação.
Beijo

Mr.Teaser
Absolutamente de acordo contigo.Nem podia estar mais.Em tudo o que dizes.
Para te ser franco não me surpreende a nossa concordância.
Abraço Amigo

Breal
Que viva o fiambre extra, que vivas tu, que vivas tu e o fiambre extra.Estando tu bem eu fico feliz por saber isso.
Beijo
Miss Lust
Enquanto pensas goza um bom feriado e obrigado pela visita.
Beijo

Borboleta Assanhada
Um pensamento muito lúcido o que não me supreende nada vindo de ti.
Beijo

Trolha 1
O painel já se encontra reservado para as eleições presidencias. de qualquer forma nesta matéria sou de opinião que cada um deve decidir por si e assim agir, não se submmetendo, por uma vez, à vontade das maiorias...rsrsrs
Abraço Amigo

Sofia
Também gosto mais do fiambre extra.Quanto ao resto depende dos extras.
Beijo

Manefta
Ora benhe
A borboleta se quiser que responda esse teu comentário.Eu aproveito para te deixar um
Beijo

Paula Raposo
Obrigado pelos teus comentários a posts atrasados e obrigado pela visita.Quanto á borboleta ela que responda que tem aqui a porta aberta.
Beijo

Moranguinha
Faz tudo o que te apeteça desde que te seja possível.Eu é o que sempre tento fazer.
Beijo

Trolha-Mor
Obrigado pela visita e o comentário
Abraço Amigo

Sutra
Acho que é uma excelente opção e não tenho nada a opor.
Beijo

Espírito Liberto
De acordo contigo, claro.Falta-me saber onde fica essa tua ilha, mas eu descubro.
Mil Besos, por supuesto

12/12/2005 1:09 da tarde  
Blogger Carlos said...

Borboleta
Eu tenho por norma não restringir a liberdade de expressão, embora só responda a comentários que tenham a ver com o post.Foi o que fiz.
Beijo

12/12/2005 1:12 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home