<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d17438737\x26blogName\x3dPensar+de+Alto\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dTAN\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://pensardealto.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://pensardealto.blogspot.com/\x26vt\x3d3723253789723581049', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script><!-- --><div id="flagi" style="visibility:hidden; position:absolute;" onmouseover="showDrop()" onmouseout="hideDrop()"><div id="flagtop"></div><div id="top-filler"></div><div id="flagi-body">Notify Blogger about objectionable content.<br /><a href="http://help.blogger.com/bin/answer.py?answer=1200"> What does this mean? </a> </div></div><div id="b-navbar"><a href="http://www.blogger.com/" id="b-logo" title="Go to Blogger.com"><img src="http://www.blogger.com/img/navbar/3/logobar.gif" alt="Blogger" width="80" height="24" /></a><form id="b-search" name="b-search" action="http://search.blogger.com/"><div id="b-more"><a href="http://www.blogger.com/" id="b-getorpost"><img src="http://www.blogger.com/img/navbar/3/btn_getblog.gif" alt="Get your own blog" width="112" height="15" /></a><a id="flagButton" style="display:none;" href="javascript:toggleFlag();" onmouseover="showDrop()" onmouseout="hideDrop()"><img src="http://www.blogger.com/img/navbar/3/flag.gif" name="flag" alt="Flag Blog" width="55" height="15" /></a><a href="http://www.blogger.com/redirect/next_blog.pyra?navBar=true" id="b-next"><img src="http://www.blogger.com/img/navbar/3/btn_nextblog.gif" alt="Next blog" width="72" height="15" /></a></div><div id="b-this"><input type="text" id="b-query" name="as_q" /><input type="hidden" name="ie" value="UTF-8" /><input type="hidden" name="ui" value="blg" /><input type="hidden" name="bl_url" value="gatas-qb.blogspot.com" /><input type="image" src="http://www.blogger.com/img/navbar/3/btn_search_this.gif" alt="Search This Blog" id="b-searchbtn" title="Search this blog with Google Blog Search" onclick="document.forms['b-search'].bl_url.value='gatas-qb.blogspot.com'" /><input type="image" src="http://www.blogger.com/img/navbar/3/btn_search_all.gif" alt="Search All Blogs" value="Search" id="b-searchallbtn" title="Search all blogs with Google Blog Search" onclick="document.forms['b-search'].bl_url.value=''" /><a href="javascript:BlogThis();" id="b-blogthis">BlogThis!</a></div></form></div><script type="text/javascript"><!-- var ID = 6860457;var HATE_INTERSTITIAL_COOKIE_NAME = 'dismissedInterstitial';var FLAG_COOKIE_NAME = 'flaggedBlog';var FLAG_BLOG_URL = 'http://www.blogger.com/flag-blog.g?nav=3&toFlag=' + ID;var UNFLAG_BLOG_URL = 'http://www.blogger.com/unflag-blog.g?nav=3&toFlag=' + ID;var FLAG_IMAGE_URL = 'http://www.blogger.com/img/navbar/3/flag.gif';var UNFLAG_IMAGE_URL = 'http://www.blogger.com/img/navbar/3/unflag.gif';var ncHasFlagged = false;var servletTarget = new Image(); function BlogThis() {Q='';x=document;y=window;if(x.selection) {Q=x.selection.createRange().text;} else if (y.getSelection) { Q=y.getSelection();} else if (x.getSelection) { Q=x.getSelection();}popw = y.open('http://www.blogger.com/blog_this.pyra?t=' + escape(Q) + '&u=' + escape(location.href) + '&n=' + escape(document.title),'bloggerForm','scrollbars=no,width=475,height=300,top=175,left=75,status=yes,resizable=yes');void(0);} function blogspotInit() {initFlag();} function hasFlagged() {return getCookie(FLAG_COOKIE_NAME) || ncHasFlagged;} function toggleFlag() {var date = new Date();var id = 6860457;if (hasFlagged()) {removeCookie(FLAG_COOKIE_NAME);servletTarget.src = UNFLAG_BLOG_URL + '&d=' + date.getTime();document.images['flag'].src = FLAG_IMAGE_URL;ncHasFlagged = false;} else { setBlogspotCookie(FLAG_COOKIE_NAME, 'true');servletTarget.src = FLAG_BLOG_URL + '&d=' + date.getTime();document.images['flag'].src = UNFLAG_IMAGE_URL;ncHasFlagged = true;}} function initFlag() {document.getElementById('flagButton').style.display = 'inline';if (hasFlagged()) {document.images['flag'].src = UNFLAG_IMAGE_URL;} else {document.images['flag'].src = FLAG_IMAGE_URL;}} function showDrop() {if (!hasFlagged()) {document.getElementById('flagi').style.visibility = 'visible';}} function hideDrop() {document.getElementById('flagi').style.visibility = 'hidden';} function setBlogspotCookie(name, val) {var expire = new Date((new Date()).getTime() + 5 * 24 * 60 * 60 * 1000);var path = '/';setCookie(name, val, null, expire, path, null);} function removeCookie(name){var expire = new Date((new Date()).getTime() - 1000); setCookie(name,'',null,expire,'/',null);} --></script><script type="text/javascript"> blogspotInit();</script><div id="space-for-ie"></div>

quinta-feira, dezembro 01, 2005

O Mau Feitio

Não deve haver, hoje em dia, expressão mais utilizada sempre que alguém diz qualquer coisa menos agradável aos ouvidos de quem a profere que "tens mau feitio".
E o "mau feitio" do outro serve para tudo.
Serve para desculpar algo que se fez de errado ou não se fez, serve para justificar-se a si mesmo pelo erro de que se é acusado, serve até para desvalorizar o autor da crítica.
Por outras palavras, dizer que quem nos critica tem "mau feitio" é uma forma de afastar as culpas, excomungar os fantasmas e colocar o ónus nos outros.
E, dizer que alguém tem "mau feitio", tem até algo de carinhoso, sendo mesmo normalmente acompanhada de um sorriso, pelo que a expressão pode ser utilizada a cada momento e em qualquer circunstância, o que até facilita.
Aquilo que mais me espanta é que a expressão, que inicialmente se destinava a ser utilizada numa roda de amigos, como é bom de ver, se alastrou como uma praga e é hoje utilizada nos mais diversos contextos, incluindos os profissionais, sendo que neste últimos a sua utilização me chega a provocar urticária ou algo parecido, porque me "coço" e "torço" todo para manter a calma.
É que se há contexto onde a mesma nunca deveria ser utilizada é mesmo o profissional, onde as relações humanas são primordialmente de competência, exigência e rigor, pelo que a introdução de tal expressão que não tem qualquer razão técnica ou científica que a sustente, num discurso justificativo é, por si só, manifestação de uma confusão mental que, na minha opinião, seria o bastante para ser motivo irrefutável para o despedimento sem justa causa.
Mas isso digo eu que também devo ter mau feitio.
Não sei com que frequência esta expressão é utilizada nos países mais desenvolvidos, se é que neles existe, mas tenho para mim que a taxa de utilização em Portugal nos deve colocar entre os maiores consumidores da mesma.
O curioso é que a utilização da expressão, que a bem dizer nada diz, pois que se trata de um mero juizo de valor sem qualquer validação científica, porque de consideração subjectiva se trata, consegue desencadear, por si só, mecanismos de solidariedade extraordinários.
Basta alguém dizer directamente a outrém que tem "mau feitio" para que uma chusma de cabeças concordantes a apoie, de sorriso nos lábios, claro, que convém não afrontar, não se vá dar o caso de o possuidor de tal defeito acabar por ter razão. O que normalmente acontece.
Sendo que aquele que é acusado de mau feitio, por mais razão que tenha, fica com um estigma que o acompanha para a vida, não pelo bom senso que revelou ou pela decisão acertada, mas porque o "mau feitio" que lhe foi aplicado sempre servirá de desculpa para outros, com a vantagem de nem terem sido eles os primeiros a dizê-lo.
Eu ainda não percebi porquê, mas sempre que ouço alguém dizer que fulano ou fulana tem mau feitio fica logo com boa impressão do visado(a) e com má impressão de quem o diz.
E uma primeira impressão conta muito.
Ocorrem-me agora duas questões que nunca me tinham surgido.
Já repararam que a expressão é na maioria das vezes dirigida às mulheres?
Porque será?
11 Comments:
Blogger suggar said...

Hum.... Mau feitio???
O q dizer sobre tal tema qd eu propria tenho mau feitio...
E tenho mesmo admito. Mas... gosto tanto de mim assim!! Talvez seja a minha defesa como q de uma máscara se tratasse para não mostrar o quanto por vezes posso sair lesionada de determinadas situações... Prefiro sempre o protagonismo negativo...
Nobody is perfect.

;) beijo rabujento... lol

12/01/2005 3:02 da tarde  
Blogger BReal said...

("Coço" e "torço" para manter a calma). Hehehehe! Faço-o tantas vezes! Será porque também tenho mau feitio? Será porque sou mulher? Deve ser, de qualquer maneira também uso estes verbos para outras ocasiões. Adoro torcer-me de prazer ao coçar umas costas macias...

12/01/2005 4:12 da tarde  
Blogger AnAni said...

COnheço uma pessoa que assume que tem mau feitio. E essa pessoa: não se coloca no lugar dos outros e critica neles aquilo que é; se as coisas não lhe correm de feição, anda de cara "amarrada" sem se preocupar com quem fala ou com quem está; está-se borrifando se magoa ou não com as coisas que diz; tudo o que as outras pessoas que sentem e têm, "é problema delas"... Carlos, queres que continue? Mas concordo que não há critério científicos e válidos, porque o feitio é subjectivo.
Beijos
p.s. e concordo em absoluto que o contexto profissional não pode ter "disso"!

12/01/2005 5:01 da tarde  
Blogger UrSinho said...

Não será o mau feitio muitas vezes confundido com presença de carácter? Parece-me que sim...

12/01/2005 11:27 da tarde  
Blogger Tiago_e_Sofia said...

Realmente é uma palavra bastante usada... e confesso que tb a use, mas para me denominar.. pq sou rabujenta, chata, perfeccionista, e com uma memória de elefante..etc,etc :)
Normalmente costumo avisar as pessoas que tenho mau feitio...lol

Beijoka
Sofia

12/02/2005 1:48 da tarde  
Anonymous Manefta said...

Porra, concordo mesmo ctg, quando mandas a boca á parolice das conversas de trabalho, e nos processos de inversão de culpas, que é a parte que mais me irrita, seja em q situação for. E tenho alguma dificuldade, assumo, em manter conversas ridiculas, em que eu falo de alhos e a outra pessoa decidiu falar de bogalhos.
Por acaso não digo essa frase por hábito, nem tenho mau feitio, sou até bastante tolerante. Só não gosto é que me tentem confundir e gozar, pronto, ai sim, vai na volta tenho mau feitio que chegue e que sobre. E fico fula com quem me tira a calma. Beijo, como sempre gostei.

12/02/2005 6:14 da tarde  
Anonymous Miss Lust said...

Hoje passei só para te deixar um beijo e desejar um optimo fds

12/02/2005 9:53 da tarde  
Blogger {-Sutra-} said...

O uso da expressão «ter mau feitio» é muito usual quando alguém nem se quer dar ao trabalho de entender quem está do outro lado - o interlocutor(a), portanto.
E aí está a resposta às tuas perguntas finais. Nem sempre existem homens que gostam de tentar entender as mulheres.
E vice-versa. Porque o ser humano é complexo e para «descomplexar» é preciso querer entender, mais do que saber fazê-lo. :-)

Comprovadamente... tu não tens mau feitio ;-)

Sweet, sweet kiss

12/03/2005 3:45 da tarde  
Blogger silencio said...

Prefiro dizer-te outras palavras carinhosas que não a de teres »mau feitio», porque as mereces, por seres como és, como te conheço, como gosto de te conhecer.

Beso

12/03/2005 4:21 da tarde  
Blogger Carlos said...

Suggar
Tens mau feitio?Hummm...isso agrada-me pq não sei o que é...lol
Beijo rabujento? Como será?
Beijo animado para ti.

Breal
Concordo contigo e mau feitio é coisa que não existe.Digo eu, o que por si só é uma verdade científica....(lol).E umas costas macias sabem sempre bem....lol
Beijo

Anani
Adoro esse feitio que dizes ter...que não é mau!E se eu o digo está fora de causa que o seja.
Beijo

Ursinho
A maioria das vezes é.E também é competência, exigência rigosr....essas coisas.
Um Abraço para ti.

Sofia
Dito assim é graçola e até é simpático e mera ironia...dito dos outros é que já não me agrada muito, mas isso tu não fazes.
Beijo

Manefta
Ora benhe
Lá estamos nós de acordo.
Beijo

Miss Lust
O beijo cá ficou e é agora retribuído.
Beijo

Sutra
Obrigado pelas tuas palavras.
E um Beijo tão doce quanto que deixaste.

Espírito Liberto
Diz tudo, tudo mesmo, que é sempre bom ouvir coisas carinhosas.Não asseguro é que tenhas razão no que dizes, mas que gosto de ouvir,lá isso gosto.E deixa-me que te diga que sei que és em dobro aquilo que de mim dizes.
Um Beijo

12/04/2005 10:58 da tarde  
Blogger Paula Raposo said...

Ahahahahaha Boa! Eu também fico logo com óptima impressão do visado com 'mau feitio'!!

12/08/2005 6:49 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home